Sábado, 08 Mai 2021

Entre 1985 e 1994, o Brasil teve cinco moedas (Cruzeiro, Cruzado, Cruzado Novo, novamente Cruzeiro e Cruzeiro Real. De Sarney a Itamar Franco dezenas de figuras  valorosas se sucediam  nas cédulas que logo perdiam valor. Por ordem: JK, Rui Barbosa, Oswaldo Cruz, Vila Lovos, Machado de Assis, Portinari, Carlos Chagas, Drumond, Cecília Meireles, Rondon, Carlos Gomes, Vital Brasil e outros. Então, começou a faltar personalidades e recorreu-se a publicar símbolos populares e recorreu-se a símbolos como o gaúcho e a fauna brasileira.

O Banco Central anunciou que irá lançar cédulas se R$200 a partir do final de agosto. O lobo-guará foi escolhido para estampar as novas cédulas. Em 2001, uma pesquisa do BC mostrou os animais com ameaça de extinção, que poderiam fazer parte de futuras novas cédulas. Ganhou em primeiro lugar, a tartaruga-marinha que foi usada para estampar a nota de R$2, lançada naquele ano. Já o mico-leão dourado foi escolhido em segundo lugar na votação, em 2002 foi para a nota de R$20. Em terceiro lugar, na pesquisa, o lobo-guará será usado então na nova nota de R$200.

Inovar é criar uma nova maneira  de lidar com um problema oferecendo uma solução que atenda as necessidadesdo momento. Assim, em plena pandemia Covid19 , os agricultores não poderiam ficar sem a sua feira de negócios, agora denominada Coopercitrus Expo Digital, organizada pela cooperativa  de Bebedouro. - que de forma pioneira chega até ao público via digital, não só para compras, mas também proporcionando visitas virtuais a 113 estandes, à mãquinas com a maior tecnologia e levando informações relevantes, através do computador, tablet ou celular. O CEO da Coopercitrus Fernando Degobbi em entrevista à Agencia Reuters afirmou que o evento pioneiro fará história no setor projetando que mais  de 200 mil pessoas visitem o ambiente virtual e mais de R$800 milhões sejam movimentados em negócios

Recebi com muita tristeza a notícia da morte de Hely Simões e lamento profundamente. Empresário, advogado e principalmente um jornalista incansável que, durante muitos anos, enquanto proprietário da Rádio Bebedouro, com sua voz marcante e bem colocada, apresentavas  os acontecimentos, oferecendo um panorama inigualável de informação real e objetiva, como somente ele sabia fazê-lo. Hely Simões deixa uma contribuição inegável para a construção da história de Bebedouro. Meu pesar à toda família pedindo a Deus que lhes dê conforto diante dessa tristeza.

EVENTOS

Eventos

Quinta, 01 Outubro 2020

Eventos

Quinta, 24 Setembro 2020

Eventos

Domingo, 20 Setembro 2020